Visit2019-09-26T15:59:49+00:00

Visit

Set in a 19th-century building fully renovated in 2015, Loft Guest House Jardim das Mães Charming offers accommodation in the historic center of Viseu. It is located in a quiet area in front of Jardim das Mães, next to Rossio next to the Almeida Moreira Museum. and the City Hall building.
Guests at Jardim das Mães Guest House can relax in the living areas, enjoy the gastronomy of the surrounding restaurants, visit nearby wineries and stroll the streets of the old town, with the help of the team trying to provide the best experience in Viseu.

VISEU SACRED ART CATHEDRAL MUSEUM

In addition to the monumental architecture and the works exposed to devotion inside, the Viseu Cathedral houses the Museum of Sacred Art upstairs. Consisting of the former treasury of the See, this museum displays collections of images, liturgical vestments, worship implements, choir books and furniture.

Among the valuable pieces that make up the collection are two 13th-century enamelled copper vaults of the Limoges School, unique pieces in Portugal, and a custody made in 1533, which belonged to the famous bishop and humanist D. Miguel da Silva and is one of the most valuable pieces of Portuguese sacred art.

Besolution as Patron of the Museu de Arte Sacra has access conditions preferences, please contact us.

Vista panorâmica da cidade | Panoramic view over the city | Vista panorámica sobre la cuidad | Vue panoramique de la ville

Coro-alto | High Choir | Le grand coeur

VIRIATO THEATER - VISEU SPECTACULAR ARTS CENTER - CULTURAL AND PEDAGOGICAL ASSOCIATION

The Viseu Performing Arts Center, Cultural and Pedagogical Association (CAEV) is a private-law civil association founded in May 1998 with the aim of promoting and developing performing arts, and educational projects, framed by the Government of the time. in the mission of a Regional Arts Center of the Beiras Show based in the Viriato Theater.

www.teatroviriato.com
Telephone: 232 480 110

Besolution as Patron of Teatro Viriato has access conditions preferences, please contact us.

GRÃO VASCO NATIONAL MUSEUM

A par da catedral, a colina da Sé é dominada arquitetonicamente pelo seminário seiscentista. A força do granito dá forma a um imponente edifício que ao longo das centúrias foi adquirindo múltiplas funcionalidades: o Paço dos Três Escalões. Em 1916, estabelecer-se-iam no edifício as primeiras salas que deram origem ao Museu Grão Vasco, uma alegoria ao mestre da pintura portuguesa do século XVI. Aqui encontramos uma parte substancial da nossa identidade refletida na expressividade e realismo da pintura de Vasco Fernandes. Nos seus quadros a cor e a luz encontram a simbiose perfeita, a harmonia dos ambientes, as emoções das formas e dos rostos, a atenção ao pormenor. O património do museu conta igualmente com um significativo conjunto de peças representativas da história da arte portuguesa de várias épocas da nossa história. Aceda, aqui, ao Facebook do Museu.

Horário de funcionamento:
Terça-feira: 14H – 18H (última entrada às 17H30)
Quarta-feira a domingo: 10H – 18H (última entrada às 17h30)
Encerra: Segunda- feira e terça-feira de manhã, 24 e 25 de dezembro, Ano Novo, domingo de Páscoa, 1 de maio e 21 de setembro (feriado municipal)

MUSEU DE HISTÓRIA DA CIDADE

Em plena Rua Direita, uma das artérias mais emblemáticas da cidade, encontramos o novo espaço museológico de Viseu: “a primeira encarnação” do Museu de História da Cidade! Neste espaço, apresentam-se os “Ícones de Viseu – O Despertar do Museu”: a primeira exposição do projeto do Museu de História da Cidade que vai proporcionar várias viagens pelos 2.500 anos de história de Viseu, através da apresentação de alguns dos seus mais importantes ícones. Um local repleto de memórias onde podemos contemplar o passado, presente e futuro de Viseu.

Horário de funcionamento:
Terça-feira: 14H – 18H
Quarta-feira a Domingo: 10H – 13H | 14H – 18H
Encerrado à 2ª feira, 3ª de manhã, Natal e Ano Novo, Domingo de Páscoa e 1 de maio.

CASA DA RIBEIRA

A Casa da Ribeira é um espaço evocativo de memórias de Viseu. A presença dos antigos moinhos do rio Pavia e o lagar de azeite permitem ao visitante recordar o labor das lavadeiras que coravam e secavam as roupas junto da represa do moinho. A casa evoca, também, a presença das barcas na Ribeira, que marcaram a vida do rio e da comunidade. Para além disso, é um espaço dedicado ao artesanato regional por excelência, onde se apresentam vários ofícios ligados às “indústrias” ancestrais da região. A Casa da Ribeira recebe, frequentemente, exposições temporárias dedicadas ao património etnográfico.

Horário de funcionamento:
Terça-feira: 14H – 18H
Quarta-feira a Domingo: 10H – 13H | 14H – 18H
Encerrado à 2ª feira, 3ª de manhã, Natal e Ano Novo, Domingo de Páscoa e 1 de maio.

ALMEIDA MOREIRA MUSEUM

Francisco Almeida Moreira foi um dos maiores percussores da cultura da região de Viseu no séc. XX, assim como fundador e diretor do Museu Grão Vasco. Em testamento, instituiu Viseu a herdeira da sua habitação e das suas coleções, para que o Município fizesse dela casa-museu. Neste espaço encontram-se obras da sua coleção privada, de autores como Silva Porto, Marques de Oliveira, José Malhoa, Columbano e António Ramalho. A coleção de maior dimensão do Museu é constituída por peças de cerâmica, com exemplares relevantes dos vários centros de produção de faiança do território nacional.

Horário de funcionamento:
Terça-feira: 14H – 18H
Quarta-feira a Domingo: 10H – 13H | 14H – 18H
Encerrado à 2ª feira, 3ª de manhã, Natal e Ano Novo, Domingo de Páscoa e 1 de maio.

MUSEU DA MISERICÓRDIA

No Adro da Sé, voltada para a catedral, encontra-se a Igreja da Misericórdia que alberga um núcleo museológico destinado a realçar as ações misericordiosas da sua irmandade. O acervo do museu é composto por mais de uma centena de objetos que, pela sua diversidade, desde a civil, com destaque para os beneméritos e a assistência aos enfermos, passando pela religiosa, com as inúmeras obras de fé, são o corolário do carácter humanístico dos homens e mulheres que ao longo dos séculos se encarregaram de aplicar as 14 obras da Misericórdia. Aceda, aqui, ao Facebook do Museu.

Horário de funcionamento:
Horário de Inverno (novembro a abril):
Terça-feira: 14H- 17H30
Quarta-feira a domingo: 10H – 12H30 | 14H – 17H30
Horário de Verão (maio a outubro):
Terça-feira a domingo: 10H – 12H30 | 14H – 17H30
Encerra: Segunda-feira, Ano Novo, 1 de maio, domingo de Páscoa e dia de Natal

MUSEU TESOURO DA SÉ

Constituído em 1942, o Museu Tesouro da Sé revela um magnífico conjunto de peças que as vivências centenárias da catedral reuniram. Neste museu podemos fazer uma viagem com mais de 900 anos de história. Venha maravilhar-se com o soberbo evangeliário do séc. XII, as preciosas arquetas-relicário medievais de Limoges, a deslumbrante custódia em ouro de D. Miguel da Silva. Venha também percorrer o Passeio dos Cónegos e emocionar-se com as vista sobre o centro histórico.

Horário de funcionamento:
Segunda a Quarta-feira e Sexta-feira: 9H – 12H | 14H -17H
Sábado: 14H – 17H

MUSEU DO QUARTZO

O Monte de Santa Luzia foi, durante 25 anos, (1961 a 1986) palco, de extração de quartzo pela “Companhia Portuguesa de Fornos Elétricos” de Canas de Senhorim. Como resultado, restou uma grande cratera, uma autêntica “janela para o interior da terra”, tendo sido recentemente aproveitada para a construção deste Museu. Único no mundo, é um centro interativo de exploração do património geológico e natural da região. Com uma forte vertente pedagógica e visitas adaptadas a várias faixas etárias, este é um espaço privilegiado para visitas escolares no âmbito da aprendizagem da geologia, do património natural e da sua proteção e preservação. Paralelamente à exposição permanente, o Museu do Quartzo apresenta exposições temporárias dedicadas às temáticas da mineralogia.

Horário de funcionamento:
Terça-feira: 14H – 18H
Quarta-feira a Domingo: 10H – 13H | 14H – 18H
Encerrado à 2ª feira, 3ª de manhã, Natal e Ano Novo, Domingo de Páscoa e 1 de maio.

MUSEU DO LINHO DE VÁRZEA DE CALDE

Na aldeia de Várzea de Calde, a cerca de 12 km de Viseu, a arquitetura popular da Beira Alta serve de cenário para o Museu do Linho. Aqui é recriado o quotidiano agrícola da região, em áreas como o pátio de serventia, os currais, o lagar, a adega, a cozinha tradicional, o forno caseiro e até o lugar reinventado do tear. Nesta região, as raparigas aprendiam cedo a fiar e as casas de lavoura integravam quase sempre um tear. No Museu, a salvaguarda e preservação da tradição do linho e da lavoura tradicional estão presentes enquanto cultura identitária da região.

Horário de funcionamento:
Terça-feira: 14H – 18H
Quarta-feira a Domingo: 10H – 13H | 14H – 18H
Encerrado à 2ª feira, 3ª de manhã, Natal e Ano Novo, Domingo de Páscoa e 1 de maio.

MUSEU ETNOGRÁFICO DE SILGUEIROS

É um espaço inteiramente ligado à cultura e tradição da região, com um acervo riquíssimo e diversificado. Uma das coleções principais do Museu incide sobre o traje, interior e exterior, bem como sobre alguns dos seus acessórios: óculos e monóculos, luvas, sombrinhas e guarda-chuvas, lenços de mão, botões e bolsas. O Museu de Silgueiros apresenta, também, outras coleções bem tradicionais: sobre o ciclo do linho, a costureira, o toucador, o barbeiro da cidade e da aldeia, jogos tradicionais e brinquedos infantis, instrumentos musicais tradicionais e alfaias agrícolas, entre outros. Um espaço imperdível.

Horário de funcionamento:
Segunda a Sexta-feira: 9H – 17H
Fins-de-semana e Feriados: mediante marcação

COLEÇÃO ARQUEOLÓGICA JOSÉ COELHO

A Casa do Miradouro, um dos mais notáveis edifícios históricos da cidade de Viseu, é datada do século XVI e alberga o espólio arqueológico de José Coelho, ilustre intelectual viseense do séc. XX. A exposição “José Coelho: A Paixão pelo Passado” revela o importante legado de um dos precursores da arqueologia da região de Viseu. Com uma forte componente pedagógica, a exposição privilegia um conjunto de peças que são ícones da nossa história regional. Tenham resultado das suas explorações, ou oferecidas por colegas ou alunos, as peças mostram essencialmente o cuidado e o carinho que José Coelho tinha com todas elas, pois sabia que estas eram apenas parte de um vasto puzzle que tentava reconstituir.

Horário de funcionamento:
Terça-feira: 14H – 18H
Quarta-feira a Domingo: 10H – 13H | 14H – 18H
Encerrado à 2ª feira, 3ª de manhã, Natal e Ano Novo, Domingo de Páscoa e 1 de maio.

"VIRIATO CAVA"

Despite its name, it is now known that the military constriction located near the Largo da Feira de São Mateus de Viseu has nothing to do with Viriato, the Lusitanian warrior whose statue adorns this place.
Despite its name, it is now known that the cave located near the Largo da Feira de São Mateus de Viseu has nothing to do with Viriato, the Lusitanian warrior whose statue adorns this place.

"FONTELO" PARK

Occupying a vast area to the east of the city, it was part of Quinta do Paço dos Bispos, which had its greatest splendor in the 16th century, with Bishop D. Miguel da Silva. The forest is rich in plant species and trees (chestnut and oak) that must have accompanied the entire history of Viseu in the last millennium. Bishop D. Gonçalo Pinheiro had a small chapel dedicated to St. Jerome built there, with only ruins and memories left. In the lower part, with better agricultural aptitude, the Viseu Agrarian Station was installed. The remaining part is the largest public green space in the city and has been used to deploy important leisure and sports facilities. It has today a stadium, with renovated benches, swimming pools, tennis courts, multipurpose pavilion, several training camps and even a campsite and a playground. Next to the old Portal do Fontelo is the headquarters of the Portuguese Institute of Youth.

"DÃO" ECOPIST

The Dão Line, former railway line between Santa Comba Dão and Viseu, deactivated in 1988, was transformed in 2011 into the beautiful Dão Ecopista. At 49 km it is the longest greenway in Portugal and perhaps also the most beautiful.
The initial part of this bike path, starting from Santa Comba Dão, is located on the banks of the Dão river and its tributary, the Paiva river. Each bend in the river means a bend in the Greenway and magnificent views in the middle of nature.
Further ahead the Ecopista turns away from the river, but the landscape remains very beautiful, with many cork oaks, chestnut and oak trees, but also some vineyards, cultivated fields and villages, and further afield, views of the Serra do Caramulo to the north. , and over Serra da Estrela to the south.

AQUILINO RIBEIRO PARK - CITY PARK

Aquilino Ribeiro Park, commonly called Parque da Cidade, presents itself as a pleasant space for enjoying Nature. A park where there are large trees, several botanical species, lake and grassy area, having been part of the former Convent of Sto's farm. Antonio dos Capuchos (donated to the Franciscans in 1635). In the park you can also visit the Chapel of Our Lady of Vitória (17th century) and observe the statue of João de Barros. The current name - Aquilino Ribeiro Park - is certainly the deserved tribute of the people of Beira to the great writer Beira.

QUINTA DA CRUZ

Banhada pelo rio Pavia, é o local onde a natureza e a arte se encontram. Assumindo-se como um verdadeiro centro de arte contemporânea, apresenta exposições temporárias, oficinas criativas e programas para família. A propriedade possui uma assinalável biodiversidade dendrológica onde, além de algumas espécies autóctones, também é possível identificar espécies exóticas.

Horário de funcionamento:
Terça-feira: 14H – 18H
Quarta-feira a Domingo: 10H – 13H | 14H – 18H
Encerrado à 2ª feira, 3ª de manhã, Natal e Ano Novo, Domingo de Páscoa e 1 de maio.

CMIA – CENTRO DE MONITORIZAÇÃO E INTERPRETAÇÃO AMBIENTAL

Os antigos Moinhos da Balsa, situados na margem esquerda do Rio Pavia, acolhem o Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental (CMIA), onde se sensibiliza o público para a importância da preservação e valorização ambiental do território. Um local onde se percecionam as vivências de um rio com história.

Horário de funcionamento:
Terça-feira: 14H – 18H
Quarta-feira a Domingo: 10H – 13H | 14H – 18H
Encerrado à 2ª feira, 3ª de manhã, Natal e Ano Novo, Domingo de Páscoa e 1 de maio.

Para visitar o CMIA – Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental, o visitante deve contactar a Casa da Ribeira.

en_GB
pt_PT en_GB